quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Foges do mundo inteiro, mas a merda da Terra, é redonda e tornas sempre ao mesmo ponto. Quanto mais corres, mais tocas no fundo, enfrenta esse caminho suspeito, porque com tanto desgaste já começas a parecer defunto. A sociedade é matreira, só planta ideias preconcebidas, e neste momento tu só procuras um pouco de carinho e amor. Mas idealizares amor e uma cabana, é o mesmo que quereres sentir dor. Dedicas-te a admirar aquele que te faz sentir bem, mas será que ele tem ideia da importância que ele tem? A comunicação é a base de tudo, mas nem sempre a ferramenta mais usada. por vezes para tudo crescer, é preciso um pouco de adubo, mas nem sempre é tudo, junta mais uns condicionantes, como dedicação e cuidado, e logo se vê se tem futuro. Todas estas palavras vagueiam pela minha algibeira, apenas peguei nelas e tentei contar uma história e meia. Digo meia, porque este desfecho é pior que jogar ás copas, tentas ter menos pontos, mas estes problemas, parece que vêm as resmas. Agora com pés nos chão e pensamentos bem arrumados, não há nada como me ir deitar com o sono bem marcado. Amanhã será um novo dia, continuamos em busca da melhoria.

Sem comentários:

Enviar um comentário